NARRATIVA TRANSMIDIÁTICA: 5 Motivos Para Usar Em Seus Cursos

A narrativa transmidiática (Transmedia Storytelling) é mais que contar uma história, é construir uma rede de significados entre mídias. Agregar valor ao seu curso online, hoje depende de como você constrói diálogos entre as mídias.

Quer chamar a atenção da sua audiência?

Quer construir uma ponte os espaços midiáticos?

Quer transformar seus conteúdos em experiências extraordinárias?

Então, primeiro esqueça sua zona de conforto, abandone os formatos tradicionais e inove.

Construa outras narrativas, use narrativa transmidiática…

 

Acessar informação deixou de ser desafio, a distância de um clique separa o que se queira saber de qualquer fonte que se tenha disponível.

E sendo o acesso é fácil em diferentes mídias e plataformas…. passamos a ser sufocados por muita informação e muito conteúdo, simplesmente muito do mesmo.

Por sair da mesmice, a narrativa transmidiática tornou-se a “bola da vez”.

man-792174_1920

Há muito que ensinar deixou de ser apenas “cuspe e giz”. Mesmo nas salas presenciais, a competição com as mídias sociais e a internet é acirrada.

Sem sombra de dúvidas, a Internet modificou a forma como as informações são utilizadas na aprendizagem de conteúdos significativos.

As mídias sociais contribuíram para que a construção do conhecimento se tornasse uma via de mão dupla.

Uma construção viva e dinâmica, em que diferentes coautores interferem na mensagem e atribuem novos significados à experiência.

As redes sociais desdobram-se em ambiente personalizados onde a informação pode ser distribuída e compartilhada em diferentes formatos.

Ao mesmo tempo que se tem espaços exclusivos de imagem, áudio, microtextos, vídeos e textos, encontramos espaços em que podemos usar diferentes mídias.

O que era somente virtual, tanto invadiu o real quanto passou a compor novas histórias, narrativas construídas na rede. O ambiente virtual e a sala de aula estão agora ao alcance de nossas mãos.

Esta facilidade assusta. Se estamos preparando, atualizando, aperfeiçoando e construindo transformações em pessoas que vão usar as informações e conhecimentos aí distribuídos e aplicá-los em suas ações, profissão, relações fora da rede.

É preciso que a aprendizagem se processe, sem se tornar apenas um amontoado de conhecimentos.

A saída é estabelecer a conexão entre as mídias.

O próximo passo é trabalhar com a narrativa transmidiática. Em seu surgimento a narrativa transmidiática apresentava-se como uma ação de marketing especialmente em franquias cinematográficas e em série televisivas,

Hoje sua aplicação em pouco tempo expandiu para os espaços de ensino e aprendizagem.

Henry Jekins, autor de Cultura da Convergência (2009), falou das possibilidades de construção de histórias em múltiplas plataformas de mídia, cada uma delas contribuindo de forma distinta.

Com isso, o autor abriu espaço para que trouxéssemos histórias reais, cases concretos para os nossos cursos. É a teoria colocada em prática por meio de narrativas, aproximando os alunos de uma compreensão maior dos conteúdos e contextos.

Fica, porém, o alerta para o uso indiscriminado. Para funcionar precisa ser uma combinação hipertextual. Aproveitar a especifidade de cada mídias, explorar os recursos de som e imagem para criar extensões.

Um arranjo bem articulado, mais do que uma combinação de recursos, uma composição de formatos, diálogos que se atravessam e se complementam.

A narrativa transmidiática traz visões diferentes, abordagens por outros ângulos, favorecendo os diferentes estilos de aprendizagem e as percepções individuais.

Desta forma, você:

(A)  trabalhará uma imagem no Instagram, seja com uma chamada para ação, seja com uma dica para o uso de um recurso ou ferramenta, seja apontando um ponto importante do seu conteúdo;

(B) usará um vídeo no YouTube que fala da imagem colocada no Instagram e acrescenta informações, expandindo o tema;

(C) escreverá um texto no site ou no blog conectando as informações do vídeo e da imagem, trazendo outra abordagem e podendo combinar elementos visuais;

(D) disponibilizará um arquivo em áudio em que apresenta algum exercício ou mesmo dicas importante do conteúdo explorado.

(E) usará o facebook como conexão entre todas elas…. E por aí vai.

Primeiro você define com quais mídias e redes sociais irá trabalhar. Depois você precisará estudar cada mídia deve ser explorada em cada rede social ou em cada espaço de interação para melhor aproveitar as trocas e compartilhamentos possíveis.

E qual o propósito da construção destas conexões?

O objetivo é realizar a interação entre o material que você disponibiliza e a forma como constrói as narrativas com a sua audiência.

Apresento, então,

5 MOTIVOS PARA VOCÊ USAR NARRATIVA TRANSMIDIÁTICA EM SEUS CURSOS ONLINE

(1)  Aumento da qualidade dos processos de aquisição de conhecimento.

Propor novas formas de alcançar a realidade que nos cerca, criando processos de interação distintos entre você – autor, produtor, especialista – e seus alunos.

Esta prática aproxima seu aluno de possíveis aplicação para os conteúdos estudados.

(2) Enriquecimento das experiências pessoas por meio da participação ativa e colaborativa e consequente ampliação do conhecimento.

Definir uma cultura participativa e colaborativa, tornando seus alunos coautores nestas narrativas.

Ao levar seu aluno a percorrer diferentes mídias com diferentes abordagens dos contextos, você intensifica a experiência de aprendizagem e diminui a distância entre você e ele.

(3) Criação de soluções que articulem as experiências pessoais com os conteúdos apresentados.  As narrativas transmidiáticas conectam e potencializam os significados.

Seu uso faz com que seus alunos já imersos neste cenário percebam diferentes formas de interagir com as narrativas originais (conteúdos e cases apresentados originalmente no curso).

Possibilita, assim, que eles criem outras histórias, suas próprias histórias. E, assim, gerar a transformações pela conexão entre o conhecimento e as experiências individuais.

(4) Assimilação mais rápida e significativa dos conteúdos. O storytelling incorporado na dinâmica dos cursos, aproxima o aluno dos conteúdos, por torná-los mais leves e fáceis de serem compreendidos.

A aprendizagem deixa de ser linear.

Você conduzirá seu aluno pelas diferentes mídias e formatos para criando novas experiências de aprendizagem.

(5) Estimulação e uso da inteligência coletiva.

Neste sentido, um conhecimento é construído a partir do envolvimento dos envolvidos no processo de ensino e aprendizagem, é esta interação que garante a compreensão ampliada de um determinado conteúdo.

Assim você torna possível a criação de uma nova realidade, visto que a transformação ocorre ao se agir diretamente sobre uma realidade.

E por conta da transmidiação entre as diversas plataformas, os alunos passam a ser sujeitos ativos do seu processo, interconectando as histórias contadas e construindo outras versões, além de novas histórias.

Narrativas transmidiáticas ampliam a articulação dos conteúdos.

Trabalhar com narrativas transmidiáticas nos cursos online amplia a possibilidade de articulação dos conteúdos com atividades presentes no cotidiano dos alunos. Atividades como o trabalho colaborativo, o compartilhamento de informações e a interação.

A aplicação destes recursos deve fazer parte das estratégias metodológicas para atender às demandas dos alunos de forma significativa.

Enquanto estratégia as narrativas adaptam-se ao contexto dos alunos, mesmo considerando os variados estágios de aprendizagem em que se encontram, suas particularidades e interesses.

media-998990_1920

ATENÇÃO! Apenas usar de diferentes mídias sociais não caracteriza a narrativa transmidiática na totalidade de sua concepção.

O mesmo pode ser dito sobre o simples fato de haver uma participação espontânea ou solicitada do público em colaborar com as histórias, seja com o envio de imagens, textos, áudio ou vídeo.

Para evitar ser repetitivo, cansativo é preciso conhecer a dinâmica de construção para as narrativas.

Bem, devemos trabalhar 6 elementos distintos: a história, a experiência, a audiência, as plataformas, o desenho do curso e a ação proposta.

O desafio é fazer surtir o efetivo necessário e valorizar o curso e os conteúdos possibilitando experiências únicas.

Para isso as narrativas transmidiáticas devem ser aplicadas mediante um planejamento.

Este planejamento começa com a escolha da história que deverá ser contada. Passa pela escolha das mídias que serão utilizadas e dos níveis desejados de participação do público.

Agora é com VOCÊ! Eu convido você a construir uma experiência realmente transformadora para seus alunos nos cursos online.

Aqui no blog, você encontrará outros textos que contribuirão para a sua construção das narrativas entre as diferentes mídias.

Alexandra Caetano

Sobre a autora

Alexandra Caetano

Empresária. Consultora de Projetos de e-Learning, Designer Instrucional, Especialista em EaD, Gestora de Projetos e de Equipes, Especialista em Desenvolvimento e Curadoria de Conteúdos. Com formação nas áreas de exatas, humanas e gerenciais, atuo com e-Learning há mais de 17 anos, ao qual aplico os estudos de marketing digital aliado ao marketing de conteúdo e implementando o marketing de aprendizagem em meus projetos e negócios. Vejo na combinação e-Learning, Empreendedorismo Digital e Tecnologia possibilidade para exponencialmente melhorarmos a qualidade de vida das pessoas e consequentemente do planeta. Tecnologias, Games, Cinema e Histórias, não necessariamente nesta ordem, são grandes paixões, mas antes de tudo posso dizer que sou apaixonada pela vida.

Siga Alexandra Caetano:

Deixe um comentário:

Todos os campos com “*” são necessários

Leave a Comment:

Todos os campos com “*” são necessários