4 Modos de Atrair e Engajar Seus Alunos Online

Quem você quer atrair para o seu curso? Quem tem se inscrito no seu curso? Foi previsto algum engajamento para o curso? E como você pretende fazer com que seus alunos se engajem?

Ainda é comum que os autores e produtores de cursos online, que não são professores, acreditem que basta padronizar a distribuição de algum tipo de conteúdo que os alunos aprenderão. Seria realmente fácil se precisássemos só controlar e padronizar o conteúdo.

Engajamento e motivação exige um mais do que isso. E como ainda há alunos que se dedicam o suficiente para que o tema seja colocado em foco, quero lembrar a você que o conteúdo é importante, porque é a porta de entrada do seu curso. Estando lá dentro, é seu desempenho e a forma como interpretou o conteúdo e formatou sua entrega que possibilitará este engajamento.

Nos cursos online, é possível tanto traçar caminhos que motivem e engajem, quanto outros que acabem por afastar os alunos. Tudo é uma questão de escolhas. E neste caso vamos de encontro com o dilema, oferecer o que as pessoas querem, buscam ou oferecer o que elas realmente precisam. Necessariamente você precisará ter sempre em mente o que seu público espera da sua oferta, porque afinal foi por isso que te procuraram.

É essencial, para conectarmos com estes alunos, fazer a pergunta: Que tipo de envolvimento que eles estão procurando? Cruzar estas informações, garantirá o planejamento alcance seu objetivo. Afinal, toda a previsão de interação e envolvimento com o aluno deve ser previsto antes da aplicação do curso. Este planejamento envolve escolher quando e onde o aluno deve clicar, o que ele vai ver, ler ou ouvir. O engajamento diz respeito a como o aluno interage com o conteúdo, com os materiais e tecnologias disponíveis, com o mediador e com os outros alunos.

Os “4 Modos de Atrair e engajar Seus Alunos Online” trazem elementos nos quais você deve pensar quando estiver modelando seu curso e assim conseguir fazer uma costura que impacte seus alunos.

 

1 .  Envolver-se com o conteúdo (FORMATO DE ENTREGA)

 

Conteúdo relevante e de qualidade, a audiência agradece.

Para que a aprendizagem ocorra, os alunos precisam encontrar novos conteúdos, ou pelo menos os conteúdos são apresentados de outra maneira. Sua audiência sempre estará pedindo novos conteúdos.

É comum nas pesquisas que antecedem a produção de conteúdos, a audiência apresentar uma longa lista de tópicos que precisam ser incluídos na formação.

Seus alunos sempre vão considerar que poderia ter sido mais completa a formação. Além disso, o conteúdo em si não muda entre as modalidades, por isso se você está projetando o treinamento ao vivo ou online, você deve considerar os mesmos pontos.

ATENÇÃO! Você deve levar em consideração:

  • Qual a sua postura diante do tema?
  • Qual o estilo de escrita e o diálogo que melhor se adapta o conteúdo? Apresentação formal, conversação, ou apenas um checklist?
  • O que é o mais difícil ou qual o conteúdo mais crítico para os alunos dominarem?
  • O que pode ser identificado como essencial?
  • Como você apresentará estes conteúdos essenciais de forma diferente, para que os alunos possam dar prioridade a eles?
  • Faz mais sentido para os alunos começar com o problema, ou com a solução?
  • Como você levará o aluno a praticar e a aplicar as habilidades mais importantes?

 

2 . Envolver-se com a mediação (PROCESSOS DE INTERAÇÃO)

 

Construir a mediação online pode parecer fácil por causa das muitas ferramentas de comunicação que nos permite ficar bem próximos uns dos outros.

E, neste ponto, chegamos num dos problemas reais da mediação online: limites. Afinal as tecnologias permitem que o aluno tenha acesso ao autor, mediador, produtor ou tutor, 24 horas por dia e exatamente por isso algumas regras precisam ser estabelecidas.

De uma coisa posso dar-lhe certeza, a mediação é importante para a construção e trocas de conhecimento. A falta de interação acarreta desmotivação e consequentemente aumenta a evasão.

As pessoas desejam se relacionar com outras pessoas e não com máquinas. Sua audiência estará mais próxima, se você estiver disponível para atendê-la de forma personalizada.

Se a interação acontece sempre de forma impessoal, não natural, o aluno acaba se afastando e procurando outros cursos, ou outros experts que possibilitem trocas mais efetivas.  O aluno quer ser estimulado, que seu interesse pelos temas e materiais seja despertado, que seja motivado a aprender.

IMPORTANTE: Mesmo em cursos autoinstrucionais você deve buscar alternativas para manter contato com sua audiência.

ATENÇÃO! Procure responder às questões:

  • Como criar relacionamentos?
  • Quais estratégias de motivação serão aplicadas?
  • Como encorajar o senso de responsabilidade?
  • Como fazer a avaliação do aluno? Como conseguir seu feedback?

 

3 . Envolver-se com outros alunos (COMPARTILHAMENTO E COLABORAÇÃO)

 

Fazer uso da inteligência coletiva, potencializa o processo de aprendizagem. Construções colaborativas, participativas e interativas são pontos altos do processo de interação.

A formação de comunidades de aprendizagem e de comunidades de prática potencializam os processos de aprendizagem.

Um dos objetivos da formação de grupos VIPs é fazer com que os alunos interajam e troquem entre si. Nestes grupos, os brainstormings promovem o surgimento de soluções criativas.

A circulação do conhecimento é importante, assim como a presença de um mediador para atuar diretamente na observância das regras de interação.

Para adotar esta prática, você precisa saber:

  • Qual a melhor dinâmica para a interação?
  • Como podem os alunos melhor ajudarem um ao outro?
  • Como identificar a colaboração e a participação ativa?
  • Como facilitar a comunicação entre os alunos?
  • Usar fóruns, listas de discussão, grupos de WhatsApp, grupos no facebook ou outras ferramentas de interação online para facilitar a colaboração e a aprendizagem?

 

4 . Envolver-se com as tecnologias (CRIAR NARRATIVAS)

 

As tecnologias da comunicação e da informação continuarão a avançar e a apresentar novas tendências. Você precisa desenvolver estratégias para conectar seus alunos a estas tecnologias e à proposta do curso.

Não basta usar diferentes ferramentas, a questão está em como fazer com que as tecnologias estejam a seu favor, ou melhor a favor do seu curso e do bom aproveitamento dos seus alunos.

Nos cursos online, a evasão é alta e os alunos ficam pulando de curso em curso em busca de algo que possa realmente fazer a diferença. Então você precisa criar um impacto real e duradouro sobre seus alunos pela tomada de decisões estratégicas simples sobre como e por que os alunos devem se envolver com você, com o conteúdo e com os outros colegas.

E para isso você precisará estabelecer a construção de narrativas entre as diferentes tecnologias e as mídias das quais elas fazem uso.

Desta forma, você poderá atender aos diferentes estilos de aprendizagem. Você fará com que seus alunos aproveito o máximo de cada uma das mídias. E, com isso, deixará o material mais leve e fácil de consumir e tornará seu curso mais atrativo.

 

Os pontos aqui abordados são os pilares do curso a distância: conteúdos, interação/mediação, alunos (processos de colaboração e participação), tecnologias… Só que não existe uma receita pronta e fechada.

A costura dos conteúdos, com atividades que levem o aluno a aplicar os conceitos na prática, com a construção de processos de interação que sejam produtivos e gerem conhecimento. A transformação do aluno ocorre, se todos os elementos harmonicamente orquestrados forem significativos para esta audiência.

Acompanhe as postagens no meu blog, pois estarei trazendo sempre outras dicas relacionadas a este e outros temas interessantes da área de educação online

Alexandra Caetano

Sobre a autora

Alexandra Caetano

Consultora de Projetos de e-Learning, Designer Instrucional, Empreendedora educacional, Especialista em EaD, Gestora de Projetos e de Equipes, Especialista em Desenvolvimento e Curadoria de Conteúdos. Com formação nas áreas de exatas, humanas e gerenciais, atuo com e-Learning há mais de 15 anos, ao qual aplico os estudos de marketing digital aliado ao marketing de conteúdo e implementando o marketing de aprendizagem em meus projetos e negócios. Vejo na combinação e-Learning, Empreendedorismo Digital e Tecnologia possibilidade para exponencialmente melhorarmos a qualidade de vida das pessoas e consequentemente do planeta. Tecnologias, Games, Cinema e Histórias, não necessariamente nesta ordem, são grandes paixões, mas antes de tudo posso dizer que sou apaixonada pela vida.

Siga Alexandra Caetano:

Deixe um comentário:

Todos os campos com “*” são necessários

Leave a Comment:

Todos os campos com “*” são necessários